O desafio do balde de água gelada

 

A ideia é simples: Jogar um balde de água gelada sobre a cabeça e nomear os amigos a fazer o mesmo, ou então fazer uma doação para a luta contra a doença de Lou Gehrig, ou esclerose lateral amiotrófica .

A campanha foi viral  no mês passado. Inúmeras celebridades e qualquer pessoa com uma conta de mídia social aceitaram o desafio e nomearam outras pessoas. A Associação ALS que tem como missão lidar com a cura e o tratamento da doença de Lou Gehring, arrecadou quatorze milhões de contribuição entre 29 de julho e 16 de agosto, muito mais que em 2013, onde só foi arrecadado $ 1,7 milhões de dólares.

Soa como um conto de fadas de pura boa vontade na era da mídia social, certo? Bem, alguns não estão convencidos.

Os céticos chamam de um golpe, a filantropia ao invés de ter um envolvimento real, atua com falso altruísmo. Aqui está o que eles estão subestimando: Claro, em vez de doar, a maioria das pessoas está encharcando-se e mostrando tudo isso no twitter e no facebook.

ALS é conhecido principalmente por causa de Lou Gehrig, um rebatedor que jogou nas ligas principais nos anos 1920 e 30 e que teve a doença. Cuidar de pacientes com ELA que perdem a função muscular melhorou, mas os cientistas não encontraram a cura. É onde fez o financiamento possível, mais pessoas sabendo sobre a doença.

ALSA acha que os números falam por si. “Se isso fosse sobre narcisismo, então eu não acho que as pessoas iriam doar”, diz o porta-voz Carrie Munk. “As pessoas têm sido tremendamente generosas. Além disso, mesmo se não doam, eles ainda estão sensibilizados com a ALS.

O que vocês acham?

Aqui está um dos vídeos com Bill Gates, que aceitou o desafio do balde de gelo.

 

Comente com sua conta do Facebook

Posted in:

Deixe uma resposta