A lua

 

São sedentas as noites do horizonte

Em que o homem recobre-se nos lares para refletir sobre o seu longo dia

À noite, traz o barulho e a calmaria

Um crepúsculo endurecido materializado sobre a Terra

Diante do negro sombrio, vemos a beleza clara

Pois somos divididos como é a natureza, metade dia e a outra escura

Temos o lado da luz e um bom lado negro

Comente com sua conta do Facebook

Posted in:

Deixe uma resposta